segunda-feira, 14 de março de 2011

Face Oculta: todos os arguidos vão a julgamento

O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal Carlos Alexandre decidiu hoje que todos os 36 arguidos do processo Face Oculta vão a julgamento.
No âmbito deste processo foram acusadas 34 pessoas e duas empresas num caso que está relacionado com alegados casos de corrupção e outros crimes económicos de um grupo empresarial de Ovar que integra a O2-Tratamento e Limpezas Ambientais, a que está ligado Manuel Godinho, o único arguido que esteve em prisão preventiva.
PÚBLICO
***
É uma boa notícia. Os portugueses já começavam a ficar fartos de ver o peixe graúdo escapar às malhas da Justiça, que só se tornavam estreitas para o peixe miúdo.
O juiz Carlos Alexandre soube resistir a todas as pressões e a todas intimidações do aparelho do poder, que não se conforma com a existência de uma Justiça independente, que investigue e julgue os crimes económicos dos agentes políticos.
O julgamento, presumo, ainda vai dar que falar, pois o sucateiro não vai querer fazer a figura de bode expiatório de uma engrenagem complexa, de recorte mafioso, e que, além da corrupção e do negócio ilícito, também queria mandar o Presidente da República tratar dos netos. É certo que no banco dos réus não vai sentar-se o sucateiro principal, mas nem por isso este julgamento vai deixar de ficar na história judiciária portuguesa, seja qual for o seu desfecho. E será através desse muito aguardado desfecho que os portugueses irão ficar a saber se a Justiça em Portugal está de boa saúde ou se, também, anda mergulhada no pântano que emporcalhou a política.