terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Estatísticas do emprego deixam de ser directamente comparáveis com os dados existentes


O INE está a introduzir alterações no método de recolha de informação para as estatísticas do emprego, que passará a ser feita por telefone, inviabilizando comparações directas com as estatísticas anteriores, num momento em que o desemprego regista um pico histórico no país e em que se perspectiva que continue a aumentar.
PÚBLICO
***
Não vai haver telefones que cheguem!...
Já estou a ver o puto, lá de casa: Oh, mãe!... É o homem do desemprego...
Isto para não falar dos desempregados, que foram pôr o telemóvel no prego!...
Não se questiona a vantagem do novo método, que agiliza, sem dúvida, a recolha da informação. Questiona-se, sim, a oportunidade, no momento em que a taxa de desemprego está em alta. Isto vai facilitar a demagogia dos governantes, que poderão sempre dizer, a partir do próximo ano, e tomando como referencial os dados estatísticos de 2011, que o desemprego subiu pouco.
http://economia.publico.pt/Noticia/estatisticas-do-emprego-deixam-de-ser-directamente-comparaveis-com-dados-existentes_1473504