quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Afinal, Sócrates até disse a verdade!...

Clicar para ampliar a imagem e, depois, clicar novamente
Aqui, tem todo o cabimento referir aquele aforismo, "com a verdade me enganas". Muitos dirão que foi a única vez que o homem falou verdade. Não quero envolver-me na discussão metafísica de tentar saber onde acaba a verdade e começa mentira ou como é que os políticos conseguem misturar discursivamente aquelas duas categorias da lógica aristotélica. O que eu posso dizer, com toda a probabilidade de não me enganar, é que José Sócrates só começou a sentir-se capacitado para desempenhar as funções de primeiro ministro, quando passou no exame de Inglês Técnico na Universidade Independente e obteve a licenciatura de engenharia. Aí, sim! Cresceu mais uns centímetros.

2 comentários:

Graza disse...

Ou en tão "Nunca diga: desta água não beberei..." Quem sabe o homem um dia vira à Esquerda e ainda lhe vai bater palmas... :)

Alexandre de Castro disse...

Duvido, caro Grazina.Julgo que nunca irá ver-me a bater palmas à criatura nem a nenhum dos figurões que o acompanham. A minha higiene mental não o permite. Já tive a oportunidade de falar consigo sobre esta nova classe de aventureiros que infestaram a política. O meu diagnóstico está feito, só que a terapia correcta, que eu preconizo, é muito difícil de aplicar.Eles são como os vírus. São resistentes aos antibióticos.E como vírus que são, fazem estragos de monta nos organismos sãos.
Claro que há outros vírus por outras bandas, em estado latente, à espera que o ciclo "biológico" da política lhes active o metabolismo.