terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Um Poema ao Acaso: O fogo do sorriso - Anthero Monteiro

O fogo do sorriso

continua a sorrir
pode ser que desponte
também uma fogueira
nos meus lábios
mas fá-lo discretamente
não quero que te prendam
por incendiária
.
Anthero Monteiro

(Praça da Poesia)

Sem comentários: