quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Os argumentos usados esta manhã pela candidatura ibérica ao mundial


Quando os 22 elementos da FIFA, que hoje escolheram o país organizador do Campeonato do Mundo de Futebol de 2018, ouviram as declarações de José Sócrates, mudaram logo de opinião.
Não perceberam o que é que o primeiro-ministro queria dizer, quando referiu que se tratava de uma "candidatura irradiante".

1 comentário:

Anónimo disse...

Imaginem que até 2018 este país não se recompõe,teriam que ocupar um estádio para esconder os Sem-Abrigo.