domingo, 19 de dezembro de 2010

Correia dos Santos: Morreu o último violino do hóquei em patins

Fotografia do Correio da Manhã

Fotografia de A Bola

Era o tempo em que meio Portugal colava o ouvido ao aparelho de rádio de válvulas (o outro meio não tinha o luxo de captar as ondas hertezianas) para ouvir os famosos relatos dos campeonatos do mundo ou da Europa em hóquei patins. Mas era todo um Portugal que vibrava com a magia dos cinco violinos, cujos nomes eu nunca mais esqueci, por tanto os citar nos meus relatos de fantásticos jogos imaginários: Emídio Pinto, Edgar, António Raio, Jesus Correia e Correia dos Santos. Correia dos Santos foi o último morrer. Morreu hoje aos 84 anos, e com a sua morte também morre um pedaço daquela minha alegria da minha infância, que se manifestava quando Portugal marcava um golo ou quando se sagrava campeão.

O hóquei patins era a única modalidade desportiva que puxava o lustro ao orgulho dos portugueses, e que se extremava quando derrotávamos a Espanha. Nas outras modalidades, Portugal, apenas ganhava moralmente, o que valia zero pontos.

Presto aqui a minha sentida homenagem a Correia dos Santos.
http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/morre-ultimo-violino-do-hoquei
http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=237989