quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Mineiros chilenos.33 Homenagem (Geogirna Efigénio)

Amabilidade de Maria Alonso Seisdedos, que enviou o vídeo.

De forma admirável, do ponto de vista pictórico, e numa manifestação de homenagem, a pintora Georgina Efigénio retratou o rosto dos 33 mineiros chilenos, que, desde há dois meses, continuam presos numa mina, a 700 metros de profundidade. Um caso trágico que emocionou o mundo.
A visualização do objecto do trabalho teria sido feita, segundo creio, através das fotografias dos mineiros, publicadas nos jornais, o que aumentou o grau de dificuldade da tarefa. Para a obviar, Geornina Efigénio refugiou-se na opção do contraste do preto e do branco, o que lhe permitiu, sem defraudar o rigor das expressões faciais, prescindir da observação dos pormenores pouco significativos, detendo-se antes, e carregando-os com o seu traço vigoroso, naqueles que, por si só, marcam a identidade de cada rosto. Por outro lado, a opção pelo preto e branco reproduz melhor o ambiente escuro de uma mina. Há pois, em todas as figuras, uma força pictórica a emergir com vigor e realismo, que o jogo de sombras, bem marcadas e a alternar com o branco, reforça.
Trata-se de um trabalho artístico primoroso de técnica e de arte.
Oportuno, o enquadramento musical com a voz rouca da grande cantora argentina, Mercedes Soza, que o Alpendre da Lua homenageou no ano passado, depois de conhecida a sua morte, em 4 de Outubro.

Sem comentários: