quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Maurice Bejart- Bolero de Ravel

***
Uma peça coreográfica de rara beleza, explorando o sincronismo de duas linguagens, a musical e a corporal, e servida por uma execução técnica perfeita. O desenho coreográfico, bem balizado pelos batimentos musicais, e com uma exactidão de movimentos, como se fossem traçados a régua e esquadro, amplia a dimensão estética do conjunto.

Sem comentários: