domingo, 3 de outubro de 2010

Mais de um milhão de pensionistas passam a pagar IRS


Ao contrário do que acontecia até agora, um
pensionista com um rendimento anual de seis
mil euros verá 2112 euros dos seus rendimentos
serem sujeitos a IRS já no próximo ano.
As medidas de combate ao défice anunciadas pelo
Governo vão afectar directamente os rendimentos
de mais de um milhão de pensionistas até agora
isentos do pagamento de IRS. As contas foram
feitas pelo economista Eugénio Rosa, do Gabinete
de Estudos da CGTP. E apontam para um
agravamento da factura fiscal para os pensionistas
que recebem menos de seis mil euros por ano.
Diário de Notícias
***
Evidenciando uma grande insensibilidade para os problemas sociais, o governo socialista de José Sócrates desferiu mais um dos seus traiçoeiros golpes sobre um dos sectores mais vulneráveis da população portuguesa - os idosos com pensões de miséria. Tal como aconteceu com os desempregados, trata-se de um ataque selectivo, a distorcer a equidade na repartição dos sacrifícios, aos grupos mais fragilizados do tecido social, que já nem sequer têm meios para poder exercer o seu direito à indignação e à justa revolta.
Sendo dos mais penalizados pelo brutal aumento do IVA, sentindo na pele os efeitos na diminuição da comparticipação na compra de medicamentos e vivendo a angústia do congelamento do aumento das suas pensões, os idosos vão agora também de ter de pagar o IRS, de que estavam isentos. No próximo ano, eles irão perceber que são uma carta fora do baralho na sociedade portuguesa e nas preocupações do governo. A desumanidade impiedosa e a vileza cavernícola deste governo estão bem espelhadas neste monstruoso esbulho sobre a população mais pobre e mais dependente.