terça-feira, 19 de outubro de 2010

Bruxelas propõe a criação de IVA europeu para financiar orçamento da UE

A Comissão Europeia pôs hoje sobre a mesa várias
opções para criar novas fontes de financiamento
para o orçamento da União Europeia e reduzir as
contribuições dos Estados nacionais, entre as quais
a criação de um IVA (imposto sobre o valor
acrescentado) europeu.
...O objectivo é "reduzir as contribuições dos Estados",
explicou a Comissão em comunicado.
PÚBLICO
***
Esta proposta, a criação de novos impostos, que pretende justificar-se com a falácia da dicotomia Estado/cidadãos, visa alcançar alcançar, encapotadamente, três objectivos essenciais:
1º- Promover, através da diminuição dos rendimento disponível dos cidadãos, que o aumento de impostos a pagar vai provocar, a redução dos custos de trabalho, a via mais fácil para aumentar a competitividade. Procura-se assim assegurar o crescimento económico à custa do empobrecimento das populações.
2º- Dar início, paulatinamente, à concretização da ideia federalista da União Europeia, começando a concentrar nas instâncias comunitárias funções que pertencem ao foro da soberania dos estados.
3º- Transferir para a comissão europeia, que não vai a votos, o ónus da responsabilidade do agravamento das condições de vida dos trabalhadores.
.
Sabendo que o IVA é o imposto mais injusto dos sistemas fiscais, porque não incorpora o conceito da proporcionalidade equitativa, a proposta da comissão europeia procura salvaguardar a intocabilidade dos rendimentos do capital industrial e financeiro, cujos respectivos detentores são os verdadeiros mandantes desta e de outras propostas daquela comissão.