quarta-feira, 23 de junho de 2010

Um Poema ao Acaso: Rastos... - Ana Saraiva

Pintura de Cátia Rodrigues
Rastos…

leio no meu corpo o teu olhar
o amor não é, se fosse,
algo melhor
mais perfeito
mais uma qualidade
mais uma soma de ideais
mais um requisito preenchido
o santo graal é apenas um cálice
e os lábios de Jesus
empalidecem eternamente
o amor é, se fosse,
aquele que volta sempre
para fazer uma última pergunta
a arte da ressurreição
inacabada.
.
Ana Saraiva

Sem comentários: