sábado, 23 de abril de 2011

Um Poema ao Acaso: Improviso para soletrar a vingança… - Ademar


Improviso para soletrar a vingança…

De tanto esperares em vão
desaprendeste de esperar
percebo agora por que nada esperavas
ou esperavas sempre tão pouco
quando tudo parecia tardar
no compromisso da mentira
morreram tantas vidas na tua vida
em tantas esperas cansadas
que só podias mesmo desistir de morrer
eis quando acordaste
para vingar o destino
the best revenge.

Ademar
06.07.2007

Sem comentários: