quinta-feira, 7 de abril de 2011

Passos Coelho: “Ninguém pede ajuda para ficar pior”


O presidente do PSD admite que “o caminho é estreito e difícil”, mas combate a ideia de que “o que vem aí é muito pior que a situação” que Portugal vive hoje. “Ninguém pede ajuda para ficar pior”, afirmou Passos Coelho numa conferência na Universidade Lusófona, em Lisboa.
PÚBLICO

***
Na realidade, ninguém pede ajuda para ficar pior. Mas, neste caso, esta verdade só é válida para alguns.