quarta-feira, 20 de abril de 2011

Porque será que são sempre os mesmos a pagar as favas?!


O meu amigo Jorge Ribeiro enviou-me por correio electrónico este texto, que anda a correr pela internet, e que não deixa de ser sugestivo e oportuno, a tal ponto que nenhum português honesto recusaria subscrevê-lo. É certo que a medida preconizada revelar-se-ia insuficiente para cobrir o défice orçamental, mas se acrescentássemos ao bolo o corte do subsídio de férias e do subsídio de Natal a todos os administradores das empresas privadas cotadas na bolsa de valores e um imposto adicional de 10 por cento sobre os lucros dessas mesmas empresas no ano fiscal de 2010, então seria possível mandar embora os figurões da troika do FMI-UE-BCE.
Eis o texto:
"Alguém encontrou uma solução...
Suspender os vencimentos por seis meses de todo o Governo, Parlamento e Administradores das Empresas públicas, pois para eles é uma gota no Oceano, diminuir os impostos e favorecer a economia Social aos trabalhadores para aumentar o poder de compra, e assim só assim se levanta a economia em Portugal".