quinta-feira, 12 de junho de 2014

Prémio atribuído a Soares dos Santos gera indignação


Frei Bento Domingues, o catedrático José Mattoso e o musicólogo Rui Vieira Nery são algumas das mais de 30 pessoas que manifestaram "indignação" pela atribuição do prémio 'Fé e Liberdade' a Alexandre Soares dos Santos, ex-presidente do grupo Jerónimo Martins.
Em documento enviado à reitoria da Universidade Católica Portuguesa (UCP), os subscritores referem que foi com "grande perplexidade, tristeza e indignação" que tiveram conhecimento de que o Instituto de Estudos Políticos da UCP deliberou atribuir o prémio 'Fé e Liberdade' a Elíseo Alexandre Soares dos Santos, designado "um dos homens mais ricos de Portugal".
Enfatizam que esta denúncia não é movida por "qualquer ressentimento contra a pessoa" em causa, mas pelo "dever" de, em consciência, tornar audível a voz dos cristãos que não querem - não podem - silenciar" a sua indignação.
***«***

Alexandre Soares dos Santos sempre foi muito bom em contas de mercearia... Não lhe reconhecia, contudo, este seu talento de também ser bom nos negócios da Fé. Mas, em negócios da Fé, a Universidade Católica é que sabe, pois é por lá que existem peritos que têm a faculdade (o dom...) de descobrir quando é que Deus deixa de escrever direito por linhas tortas. 
Ámen...

4 comentários:

Maria Eu disse...

A Universidade Católica sempre teve uma relação íntima com o poder do dinheiro!

Alexandre de Castro disse...

Maria: As religiões do Livro são religiões de Poder. E o poder anda sempre ligado ao dinheiro. O Vaticano é a quinta maior potência financeira do mundo. E para fazerem a aliança entre o império de Deus e o império da finança, os papas não hesitaram em fazer negócios sujos com a Mafia.
Obrigado. pela sua visita.

Ana disse...

Realmente, é uma vergonha. Mas não me espanta. Religião e Poder andaram sempre de mãos dadas. Encontram aí a capa da misericórdia. E, como diz o Amigo Alexandre e bem, basta olhar para o Vaticano. Maior ostentação de riqueza que esta. Matava a fome a milhões de crianças. Ainda, este Papa tenta esbater essa situação. Mas não sei se não vão acabar com ele. É por isso, que a fé anda pela rua da amargura. Gostava que me apontassem os grandes feitos deste senhor. se calhar só mesma a da riqueza que acumulou. E de certeza que não foi por ser um Santo. E a Universidade Católica também está a abarrotar de pobres. Eles dispensam o pagamento brutal por lá andarem. Enfim...!!!

Alexandre de Castro disse...

Ana: A Igreja Católica é 5ª maior potência financeira do mundo. A sua estrutura financeira, organizada pelo seu Instituto para as Obras da Religião (Banco do Vaticano) é semelhante à de uma qualquer multinacional. As vestes brancas do Papa não conseguem esconder o negro subterrâneo por onde circula o dinheiro do negócio da Fé.