domingo, 11 de maio de 2014

Grande nóia!...


Para a campanha eleitoral para as eleições de 25 de maio, o comentador [Marques Mendes, comentador televisivo da área do PSD] sugeriu aos candidatos que "prestassem uma homenagem aos portugueses", enumerando, em especial, pensionistas, jovens, trabalhadores por conta de outrem, empresários e funcionários públicos face aos sacríficos que fizeram.
***«»***

Marques Mendes cometeu um erro indesculpável, ao omitir, injustamente, os sacrifícios dos banqueiros, dos acionistas dos bancos e dos grandes grupos económicos, dos administradores das empresas públicas e privadas, das entidades dos organismos de regulação, e dos políticos, ministros e deputados. Imperdoável!...