sábado, 17 de maio de 2014

Declarações de Mário Neves, da FNAM, sobre o projeto do código de ética dos profissionais de saúde


FNAM e Ordem dos Médicos criticam código de ética dos profissionais de saúde
O código de ética dos profissionais de saúde já está a ser contestado. O ministério da Saúde pediu um parecer ao Conselho Nacional de Ética para as ciências da Vida, que considera a medida positiva. Já a Ordem dos Médicos e a Federação Nacional dos Médicos criticam fortemente o Governo, alegando tratar-se de uma violação ética e deontológica.
Ver aqui
SIC Notícias
Amabilidade do médico Mário Jorge Neves


***«»***
Uma nota pessoal, a propósito: As consultas nos Centros de Saúde cada vez se parecem mais com as da Caixa de Previdência dos anos sessenta do século passado, em que o médico nem sequer olhava para a cara do doente.
Ontem, no Centro de Saúde, a que agora pertenço, tive de ser duro e intransigente, para conseguir os exames complementares de diagnóstico que a minha idade e a minha história clínica exigem. Ameacei, bati o pé, argumentei com todas as razões que me assistiam, mas consegui os meus intentos. E deixei o recado, que não vou admitir a sonegação dos meus direitos pelos comissários políticos que o ministro da tutela tem nas unidades do Serviço Nacional de Saúde, a não ser que mudem as leis. No quadro legal atual, avançarei para os tribunais, se necessário for.

Sem comentários: