quinta-feira, 9 de junho de 2011

Manipulação grosseira!...



Alguém mal intencionado, e aproveitando alarvemente a recente informação sobre a eventual adesão do papa Bento XVI, enquanto adolescente, à Juventude Hitleriana, resolveu fazer, a partir de uma fotografia original - onde se vê, com vestes eclesiásticas, o futuro papa e o seu irmão, a executarem um gesto litúrgico - uma habilidosa montagem de truncagem, apresentando apenas o jovem Ratzinger a fazer a saudação nazi.  
É uma manipulação grosseira e inaceitável, que descredibiliza o seu autor. A amplitude do humor cessa no limite da fronteira entre a verdade e a mentira e quando se recorre à adulteração das fontes. Ao nível da caricatura, é legítimo pôr um preservativo no nariz do papa, pelo significado discursivo que representa, mas é inadmissível transformar um gesto realizado num contexto litúrgico, ligando-o à saudação nazi. Isto, independentemente de Ratzinger ter abraçado ou não a ideologia nazi.

Sem comentários: