quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Dois poemas de Maria Gomes


Dois poemas de Maria Gomes

Há litorais sem vento, meu amor,
pássaros sem estrelas,
mares antiquíssimos,
e raízes
em precipícios,
em minhas mãos vazias.

_________mariagomes
6, jan, de 2013


Vou ouvir o meu coração bater pela harpa abandonada.
Segui-lo-ei, cegamente, como quem segue a canção de um rio,
seu oiro perdido,
imenso...
Vou entretecer meus dedos na palavra fogo, na palavra água,
vou tocar teu rosto pleno
nesta intempérie!

________________mariagomes

agosto, 2012

Facebook

3 comentários:

mariagomes disse...

é difícil agradecer, para mim é... há gestos que nos tocam tanto que anulam quase todas as palavras, então resta o silêncio sentido.
a sul, o meu abraço

Maria Eu disse...

Muito bonitos! Vou já espreitar a autora!

Beijinhos Marianos! :)

maria disse...

Belo, Maria!

saudades...

Abraço,

mariah