quinta-feira, 23 de maio de 2013

Desenhos e Pinturas de Afonso Armada de Castro

Equilíbrio 1997- afonso armada de castro

Indio 1998-afonso armada de castro

Infinito 1996-afonso armada de castro

Quatro Estações 1995-afonso armada de castro
*
Por se tratar de trabalhos artísticos do meu filho, eu deveria abster-me de fazer uma qualquer abordagem crítica. No entanto, julgo que não serei acusado de favoritismo nem de parcialidade, se assinalar aqui a capacidade de estilização das formas e a intensidade policromática, muito bem combinada, que ele, de forma incisiva, conseguiu transmitir aos seus quatro trabalhos. 
"Equilíbrio" foi uma obra premiada num concurso para universitários, organizado pelo Diário de Notícias. Posteriormente, foi ilustração de capa do livro de Psicologia, "O que é o Transpessoal?", de Marc-Alain Descamps  É de uma grande beleza geométrica, com as figuras, delicadamente, a desafiarem o equilíbrio, de uma forma que parece periclitante e instável. Há, no seu traço, uma nítida influência de Salvador Dali.
"Índio", com uma grande carga de expressividade e de um pormenor exaustivo, é a obra onde a policromia e a estilização atingem uma eficaz complementaridade estética e funcional, provocando um grande impacto visual. 
As outras duas obras, não perdendo as características das duas anteriores, mergulham a fundo num abstracionismo eclético, onde qualquer significado se perde no emaranhado das cores e das linhas. Em o "Infinito", a ideia de vertigem atinge o olhar e assoma ao pensamento de quem observa o desenho/pintura. 

3 comentários:

Alexandre de Castro disse...

Comentário de Joaquim Pereira da Silva, publicado no Facebook:
"Joaquim Pereira escreveu: "Realmente e porque te devo um pedido de desculpas, aqui estou a fazer a minha modestíssima avaliação da excelente obra do teu filho. Pouco há a dizer depois da excelente análise que fizeste e que abstraindo o facto do parentesco me pareceu muito isenta, como sempre, aliás. A pintura de que gostei mais é sem dúvida a do índio, pela policromia e força demonstradas. Todas as pinturas chamam a atenção, não só pelo estilizado das figuras mas também porque espelham uma criatividade fora do vulgar. Quem assim pinta, usa o coração na extremidade dos pinceis e na mistura das cores. Os meus sinceros parabéns ao autor."

Alexandre de Castro disse...

Comentário da pintora Dália Faceira, publicado no Facebook:

"As pinturas, para além da composição e cor excelentes, tem a particularidade de serem originais, embora se note uma tendência surrealista ( Salvador Dali),solidamente construídas, notando-se uma criatividade muito amadurecida.Parabéns a ambos."

Alexandre de Castro disse...

Comentário de Eliane Madeira, publicado no Facebook:

"Amo a arte, e o colorido chama-me muito a alma. Perco-me no meio de tanta criatividade."