quarta-feira, 21 de julho de 2010

PCP e BE: PSD quer “destruir” princípios fundamentais da Constituição

Bloco de Esquerda e PCP rejeitam peremptoriamente
a proposta do PSD para eliminar da Constituição os
despedimentos por justa causa, substituindo-os por
despedimentos de “razão atendível”.
PÚBLICO
***
O PSD, aproveitando o ricochete da crise económica, está a preparar o último e decisivo assalto ao modelo social que derivou da revolução do 25 de Abril. Na cabeça do chefe de turno do PSD baila a perversa ideia do golpe de Estado Constitucional.
No último domingo, na minha nota de rodapé, chamava a atenção para a histeria que se levantou em relação à duração dos mandatos do Presidente da República e do governo, e que isso não era mais do que a cortina de fumo da agenda secreta do PSD, herdada desde o tempo do seu fundador. E a agenda aí está, acompanhada de todos os argumentos demagógicos, que pretendem convencer os portugueses mais incautos das virtudes da liberalização dos despedimentos e da privatização dos serviços da saúde.
Se o PSD chegar a ser governo e se vier a concretizar todas as suas espúrias propostas, com que anda a alarmar o país, Portugal passará em poucos anos para o grupo dos países do Terceiro Mundo. Portugal passará a ter Marrocos como termo de comparação.