sábado, 3 de julho de 2010

José Sócrates: crescimento do desemprego vai continuar a abrandar



O primeiro-ministro, José Sócrates, manifestou-se
hoje confiante de que os próximos meses darão
sinais claros de uma tendência para o
abrandamento do crescimento do desemprego em
Portugal.
Dados hoje publicados pelo Eurostat indicam que
a taxa de desemprego continua a subir em Portugal,
tendo atingido 10,9 por cento em Maio, enquanto na
UE e na zona euro se manteve nos 9,6 e dez por cento,
respectivamente.
PÚBLICO
***
Este homem já começou a derrapar para a mais pura irracionalidade política. Desacredita-se cada vez mais, sempre que abre a boca para falar da crise. O Eurostat a dizer que o desemprego continua a aumentar e a criação de novos empregos a diminuir, e ele a tentar confundir-nos a razão, como se já não se tivesse percebido que a situação vai agravar-se progressivamente, uma vez que as previsões de crescimento económico são muito sombrias.

Sem comentários: