quinta-feira, 24 de abril de 2014

Heróis anónimos da Revolução dos Cravos


Diamantino Gertrudes da Silva (*) e o assédio ao forte de Peniche

Com 31 anos à data da Revolução dos Cravos, Diamantino Gertrudes da Silva era o mais velho capitão da Zona Centro e foi por isso nomeado pelo comando das forças revolucionárias para chefiar o "agrupamento November".
Reunido ao restante contingente na Figueira da Foz, teve a seu cargo a tomada da prisão de Peniche. Tendo enfrentado resistência, montou assédio ao forte, antes de continuar rumo a Lisboa, onde se deparou com dificuldades para reabastecer homens e viaturas.
Maria Flor Pedroso
Diário de Notícias [ver aqui a entrevista]

***«»***
Quando li e ouvi esta entrevista, escrevi esta mensagem ao Diamantino:
“A memória (com a reconstituição da tua fisionomia) recuou ao tempo em que frequentámos o liceu de Lamego e o de Viseu. 
Não conhecia os pormenores da tua intervenção nas operações militares do 25 de Abril. Calculo a ansiedade sofrida na longa caminhada até Peniche e até Lisboa, sem saberes bem, por falta de comunicações, o que estava a acontecer no resto do país. Esse glorioso dia foi a melhor página do teu melhor livro.
Nessa altura encontrava-me no Quartel General de Nampula. Foi o capitão Melo de Carvalho que me deu a notícia. 
Um abraço,
Alexandre

(*) Diamantino Gertrudes da Silva tem colaborado neste blogue com alguns dos seus textos.

1 comentário:

O Puma disse...

Em MAIO

recriar os cravos