quarta-feira, 2 de abril de 2014

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa - Documentário /série Grandes Portugueses).

Chorei, porque me comovi, ao reler, ouvindo, os poemas do homem discreto e tímido que foi, todos os dias e todas as noites, e até morrer, um poeta inteiro, e que, em vida, apenas foi reconhecido por um pequeno número de pessoas, que lhe descobriram o enorme talento, a inigualável grandeza e o distinto mérito. Foi em Miguel Torga que eu percebi quanto doeu a sua morte. Quando a notícia chegou a Coimbra, Torga, enraivecido e revoltado com tamanha injustiça, agarra na espingarda de caça e vai vingar-se para os pinhais das redondezas, disparando a torto e a direito sobre a natureza.
Pessoa foi um poeta de Lisboa e de um Portugal atávico, que o ignorou em vida. Nem sequer teve direito a uma mísera tença, igual à de Camões. Hoje, é um poeta do mundo, admirado e reconhecido. Foi um poeta grande de mais para o país onde nasceu, viveu, escreveu e morreu.
Glória eterna a Fernando Pessoa!...