quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Serviço Nacional de Saúde em plena crise

Clicar na imagem para a ampliar

Amabilidade do João Fráguas

4 comentários:

Sónia M. disse...

Perante isto Alexandre, com tantos cortes, acrescenta-se a desmotivação dos profissionais de saúde. Limitam-se na maioria das vezes a agir como robôs; deixando muito a desejar nos serviços prestados...

Alexandre de Castro disse...

A intenção de esvaziar o SNS passa pela sua desarticulação cirúrgica continuada, em que a desmotivação profissional se constituirá numa das consequências, que mais irá contribuir para a diminuição da qualidade dos cuidados de saúde. Se não houver uma inversão política radical, daqui por dois anos, o SNS será um montão de destroços. É o que já está a acontecer na Grécia, onde a aplicação das medidas desapiedadas da troika semeou o caos em todos os serviços sociais.
Obrigado, Sónia, pelo seu esclarecido comentário.

Alexandre de Castro disse...

Depois de ter publicado o meu anterior comentário, ouvi na televisão uma declaração de Jerónimo de Sousa a denunciar o ataque deliberado e concertado contra o SNS, e que tem por objectivo o seu desmantelamento.

Sónia M. disse...

Estive a ler o seu ultimo post...espero que eles tenham encontrado uma maneira de "sair disto".
O que será Portugal num futuro próximo?