quinta-feira, 3 de novembro de 2011

CARTA ABERTA de MIKIS THÉODORAKIS aos povos da Europa

 MIKIS THÉODORAKIS
CARTA ABERTA de MIKIS THÉODORAKIS
aos povos da Europa:

«ao ritmo em que as coisas estão a evoluir os bancos implantarão o fascismo sobre o continente europeu»

Na sua carta aberta aos povos europeus, o resistente anti-fascista e grande compositor grego Mikis Théodorakis escreve:
«Os seus programas de ajuda à Grécia só ajudam os bancos estrangeiros, aqueles que, precisamente, por intermédio dos políticos e governos ao seu serviço, impuseram o modelo político que nos levou à actual crise.(…)
A democracia nasceu em Atenas quando Sólon anulou as dívidas dos pobres para com os ricos. É tempo de não deixar agora os bancos destruírem a democracia europeia, a extorquir somas gigantescas que eles geraram sob a forma de dívidas. (…) Resistam ao totalitarismo dos mercados que ameaça desmantelar a Europa, transformando-a no Terceiro Mundo, que lança os povos europeus uns contra os outros, e que destrói o nosso continente preparando o terreno para o regresso do fascismo.»
***
Em resposta ao apelo colectivo do grande compositor grego, Mikis Théodorakis, que circula pela internet, escrevi:
Comungo com  Mikis Théodorakis a ideia (que já expressei neste espaço)  de que está a nascer um novo tipo de fascismo, o fascismo financeiro alemão. E que Angela Merkel está a fazer com o compressor do euro o que Hitler não conseguiu com os canhões e os submarinos.
***
Nota a posteriori: Este texto, atribuído a Mikis Théodorakis, deve ser lido sob reserva, já que a sua divulgação pela internet, onde eu o recolhi, não vem acompanhada pela indicação de qualquer fonte. Foi este o alerta de João Vasconcelos Costa, no comentário que enviou para o Alpendre da Lua,  ao mesmo tempo que remete o leitor para o seu blogue, onde justifica a sua dúvida sobre a autenticidade da autoria deste texto, atribuída ao compositor grego.
Agradeço ao João Vasconcelos Costa a sua oportuna intervenção.
http://no-moleskine.blogspot.com/2011/11/maleficios-da-net.html

2ª Nota a posteriori: A fim de garantir a mesma igualdade de tratamento aos comentários que assumem posições divergentes neste assunto importante como é o da autenticidade da autoria da carta, atribuída ao compositor grego Mikis Théodorakis, publico também aqui, na página principal, a opinião do leitor JoZe, assim como a indicação da fonte de prova, em que se sustenta:
"Contrariamente ao que diz o senhor do comentário anterior, esta carta não é invenção:
http://fr.mikis-theodorakis.net/index.php/article/articleprint/538/-1/99/  "

3 comentários:

JVC disse...

Independentemente de ser justa, parece-me que esta carta é uma invenção, como já notei.

JoZe disse...

Contrariamente ao que diz o senhor do comentário anterior, esta carta não é invenção:
http://fr.mikis-theodorakis.net/index.php/article/articleprint/538/-1/99/

Alexandre de Castro disse...

Obrigado, JoZe. Irei dar ao seu oportuno comentário a mesma visibilidade concedida à do comentário de JVC. A importância do assunto e a procura da verdade assim o exigem.