quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Operação Marquês: Pode Sócrates fazer o "favor de não ficar calado"?


O ex-primeiro-ministro José Sócrates está em prisão preventiva desde o passado dia 24 de novembro por recaírem sobre si suspeitas da prática de crimes como branqueamento de capitais, fraude fiscal e corrupção. Desde então já foram três as declarações que o ex-governante socialista enviou à comunicação social. Mas afinal, questiona o Jornal de Negócios, pode Sócrates falar publicamente sobre o caso?
“Estou preso, mas não lhes faço o favor de ficar calado”. Foi esta a última declaração pública que José Sócrates fez desde que está em prisão preventiva. A frase foi proferida numa carta enviada, na segunda-feira, à RTP.
http://bs.serving-sys.com/BurstingPipe/adServer.bs?cn=tf&c=19&mc=imp&pli=11632924&PluID=0&ord=a5f05605bb&rtu=-1Antes, o ex-primeiro-ministro já tinha enviado outra missiva ao jornal Público e à rádio TSF na qual descrevia como “absurdas, injustas e infundamentadas” as acusações contra si e tinha dito ao Expresso, em conversa telefónica, que se sente “mais livre do que nunca”, tendo assegurado ainda dar uma entrevista ao semanário.
Perante estas três declarações, o Jornal de Negócios quis saber se José Sócrates está ou não a violar o segredo de justiça e, ao que parece, não está.
O advogado especialista em processo penal, João Medeiros, explica à publicação que “a partir do momento em que uma informação está na comunicação social, falar sobre ela não é violar qualquer segredo”.
Assim, Sócrates só violaria o segredo de justiça se falasse publicamente sobre o conteúdo do despacho que determinou a sua prisão preventiva ou se revelasse o que aconteceu durante o interrogatório ou as buscas realizadas no âmbito da investigação.
Relativamente à entrevista que o ex-líder socialista prometeu dar ao Expresso, o Negócios explica que para tal é necessária uma autorização do diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais, bem como do tribunal.
Por outro lado, o envio de cartas aos meios de comunicação social não carece de qualquer tipo de autorização.

***«»***
Sócrates até poderá vir a ser considerado culpado. Mas, até ao julgamento, irá dar muito trabalho aos que estão contra ele. Vai desestabilizar muita coisa, a começar pelo Partido Socialista, que pretende metê-lo numa redoma, para o esconder, já que não o poderá esquecer, nem apagar a sua memória da sua própria história. O folhetim ainda só agora começou.
Sócrates poderá ter o diabo nas entranhas, mas tem a alma e a força de um leão. Com uma personalidade muito forte, é o tipo de criatura que extrema ao máximo os sentimentos das pessoas, em relação a ele. Desperta ódios e paixões. É amado e idolatrado por uns e odiado e menosprezado por outros. Não há lugar para o meio termo.