segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Europa: O início do fim


Uma Guerra Financeira Está Iminente.
A Europa está em extinção, e há um grito de instabilidade instalado pelos seus estados membros. E se tudo não passar de um plano.
As fragilidades da Europa despertam interesse no islamismo radical que a devorará inteira. E será o início de uma nova era.
Foi tinha criado um excelente franchising. Uma Europa comandada por um grupo permitia vender tudo o que produzia.
Será a crise uma palavra exclusivamente europeia?
Uma guerra financeira que não deixa tostão para comida.

***«»***
A Europa assemelha-se a um elefante abúlico, que está à espera de ser expulso da manada. Velha, de séculos de protagonismo e de liderança, e já cansada, aguarda a morte, em agonia lenta. Os impérios nascem, crescem e morrem.
A União Europeia perdeu o brilho de outrora e já renunciou aos espetáculos mediáticos do sucesso, e as suas instituições entraram num automatizado processo de rotina burocrática. Perdeu o elã, aquele sentimento de energia e de entusiasmo, que a caracterizou no século anterior. Agora, a Europa, só se preocupa com uma única coisa: Salvar os cacos do desastre e atirar para cima dos povos mais pobres o principal ónus da crise, através de uma bem montada máquina, que procede ao impiedoso saque. 
Não perceber isto é não perceber o processo histórico.
AC