domingo, 22 de janeiro de 2012

O ridículo mata... (a propósito das reformas de Cavaco)*

"Realmente...isto é uma vergonha! Numa altura em que só aos trabalhadores portugueses é que estão a ser aplicadas medidas "impostas" pela troika e subscritas por este Governo e pelo PS, numa altura em que grande parte dos portugueses têm dificuldades para conseguirem alimentar decentemente as suas famílias, numa altura em que os sacrifícios são sempre para os mesmos - aqueles que menos ganham, que vivem apenas do rendimento do seu trabalho - estas declarações são um ultraje! São vergonhosas! Mas sim, só nos cabe a nós todos darmos a volta a isto! É só preciso ter vontade e querer!"
Sandra Margarida*
**
 "Estes vigaristas continuam, impunemente, a gozar com o povo, num deboche repugnante que nos leva ao vómito. Quando é que os portugueses começarão a compreender que o 1º PASSO DA LUTA ESTÁ NO VOTO? Não serve de nada dizerem que não foram vot...ar portanto não têm nada a ver com isto. Antes pelo contrário: têm tudo a ver - o Cavaco só é presidente da república porque 53% dos portugueses não votou. E é isto que interessa. Claro que a luta é fundamental e não podemos desistir dela mas seria muito mais fácil se os portugueses tivessem votado (e votado bem); não estaríamos, agora, a viver nestas aflições. Não percebo porque é que as pessoas insistem em votar em partidos (outras nem sequer votam) que aprovam leis contra quem trabalha e contra os interesses do povo".
Ana Sara Cruz*
* Comentários tirados do Facebook, da página de Pedro Frias.

3 comentários:

Alexandre de Castro disse...

Joaquim Pereira da Silva (comentário deixado no Facebook): Aqueles dois provezinhos esquecem-se de que tudo o que ganham é para aforrar. Todas as despesas do PR são pagas por nós. Se ele tivesse que usar as reformas é porque gastava mais do que lhe é permitido e, tanto quanto saiba e eles dizem, são "muito poupados". Assim conseguiram comprar a casinha do Vale da Coelha.

Alexandre de Castro disse...

Joaquim Pereira da Silva (comentário deixado no Facebook):
Esse pândego, chegou a dizer "Sabem quanto ganha esta senhora, que trabalhou a vida toda e até foi professora em Moçambique (durante o período em que o esposo dava o corpo às balas!!) e só tem de reforma 800 euros!! Ouviu bem? 800 euros!! ... E a ditosa da mulherzinha deixou-o dizer aquela bacorada como se ele estivesse a debitar a suporema verdade. Ora bolas!! Qualquer professor que tenha trabalhado a vida toda tem uma reforma quase 4 vezes superior. Como viveu sempre como dona de casa, a fritar jaquinzinhos com arroz de tomate, arroz de bacalhau, red-fish frito e varne guisada com massa (sim, porque eles são muito poupados), nunca descontou nada para a CGD. Não se enxergam mesmo!

Graza disse...

Leia este texto, Alexandre:

http://revoltadaspalavras.blogspot.com/2012/01/revolta-e-piedade.html

Abraço