domingo, 18 de agosto de 2013

Equador anuncia fecho de embaixadas em nove países, incluindo em Portugal


O Presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou neste sábado o encerramento de nove embaixadas em diversos pontos do mundo, entre as quais Portugal, Holanda e Bélgica, “porque não há reciprocidade” e para poupar custos.
“Temos 49 embaixadas no mundo, mas 11 desses países não têm reciprocidade com o Equador, não têm embaixadas aqui”, disse Correa durante o seu relatório semanal de trabalhos, acrescentando que as embaixadas na Holanda e na Bélgica serão encerradas.
O chefe de Estado equatoriano referiu ainda as delegações em Portugal, África do Sul, Áustria, Austrália e Malásia. “Haverá uma redução considerável de gastos e uma poupança para o país”, sublinhou.
Rafael Correa observou, contudo, que se deve ser “realista”, pois apesar de, por exemplo, a Índia não ter embaixada em Quito, o Estado equatoriano precisa de ter a sua em Nova Deli.
E apontou que há países relevantes no sistema internacional em questões estratégicas nos quais o Equador manterá embaixadas embora não tenham representação no país andino.
O Governo equatoriano está imerso num processo de reforma do seu serviço no exterior que inclui alterações também nos consulados e melhoria no sistema de atendimento electrónico.
PÚBLICO

***«»***
Os governantes apenas devem preocupar-se com uma coisa: governar bem, ao serviço do bem comum.