quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Metade dos processos fiscais prescritos em Lisboa e Porto foi por "inércia dos serviços"



Entre 2006 e 2008, cerca de 129 mil processos de
execução fiscal relativos a uma dívida superior a
mil milhões de euros prescreveram nos serviços de
Finanças de Lisboa e Porto.
"Apesar de diversos diagnósticos efectuados nos
últimos anos apontarem para a uma generalizada
evolução positiva do sector de execuções fiscais (...)
uma parcela maioritária dos serviços de Finanças,
especialmente de maior dimensão, continua a registar
a acumulação de elevados saldos de processos e de
dívida exequenda".
PÚBLICO
***
O governo apenas se preocupa em aperfeiçoar a máquina administrativa para tentar descobrir os beneficiários das prestações sociais que possuem mais de 100 mil euros de rendimento e de património. Devem ser muitos! No final desta perversa campanha contra a população mais fragilizada é que se vai perceber que a montanha pariu um rato.

Sem comentários: