domingo, 12 de outubro de 2014

O regresso do Alpendre da Lua



Depois de ter suspendido, há perto de dois meses, a edição regular do Alpendre da Lua, e depois de ter ultrapassado algumas limitações, que me levaram a tal decisão, resolvi ressuscitá-lo, embora, no futuro, não possa transmitir-lhe, em termos editoriais, a regularidade e a frequência anteriores.
Quero aqui agradecer a todos os leitores que me fizeram chegar o seu desencanto, através das suas mensagens, enviadas pelos mais diversos suportes, lamentando a suspensão referida.
O Alpendre da Lua renasce para todos os leitores que a ele se fidelizaram e para os novos leitores, que o venham a descobrir. Mas, sobretudo, ele volta ao escaparate internáutico, porque o seu autor chegou à conclusão de que a sua existência lhe era necessária e fundamental.
Alexandre de Castro