terça-feira, 24 de abril de 2012

Associação rompe com comemorações oficiais


A Associação 25 de Abril (A25A) demarcou-se esta segunda-feira das comemorações oficiais do 38º aniversário da Revolução dos Cravos, por considerar que "as medidas e sacrifícios impostos" aos portugueses "ultrapassaram os limites do suportável".
Diário de Notícias
***#***
Esta decisão da direção da Associação 25 de Abril foi a maior machadada desferida contra o atual governo e as suas políticas anti-sociais. Ao assumir esta corajosa atitude, os militares de Abril não pretenderam aniquilar as comemorações oficiais da revolução dos cravos, e, principalmente, a realização da sessão extraordinária do plenário da Assembleia da República, onde os partidos que não pertencem ao arco da traição devem marcar vincadamente a sua presença. O que os capitães de Abril pretenderam transmitir ao povo português, prende-se com a sua recusa em sentarem-se, lado a lado, com os coveiros do ideário da revolução libertadora, o que é diferente. Se estivessem presentes no hemiciclo, arriscavam-se a ter de ouvir cínicos e abstratos elogios ao 25 de Abril, saídos das bocas fétidas daqueles que o assassinaram.
http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=2436480

1 comentário:

Sónia M. disse...

Esta atitude deve ser aplaudida de pé ( opinião minha, claro)!
Não foi por isto que temos agora que os capitães de Abril lutaram, com certeza!

Beijo
Sónia