quinta-feira, 25 de junho de 2015

QUANDO TE DESPES DAS SOMBRAS _ por Eufrázio Filipe


QUANDO TE DESPES DAS SOMBRAS

À vista dos mastros
no eco do cais
não são os poetas
que morrem nos poemas
para salvar palavras
a luz mais clara
és tu
por gestos
quando te despes das sombras

Eufrázio Filipe

***«»***
É necessário despir as sombras para poder-se ver a luz...

Ver biografia e bibliografia do autor