domingo, 9 de fevereiro de 2014

O Assalto aos Reformados

Amabilidade de Campos de Sousa

***«»***
Julgo que este texto, enviado pelo meu amigo e colega, Campos de Sousa, será, na parte citada, da autoria de Bagão Félix, que foi, respetivamente, em dois governos diferentes, ministro das Finanças e ministro do Trabalho e da Segurança Social. Embora de direita, Bagão Félix tem sido um severo crítico da ofensiva deste governo contra os indefesos reformados e pensionistas, insurgindo-se com muita determinação contra os sucessivos cortes a que estão a ser sujeitos os seus rendimentos.
Eis o seu apelo:

CAMARADAS DE ARMAS DOS TRÊS RAMOS DAS FORÇAS ARMADAS.
COMBATENTES:

Independente, católico praticante que já foi Ministro do Trabalho e da Segurança Social e também Ministro das Finanças escreveu: " A ideologia punitiva sobre os mais velhos prossegue entre um muro de indiferença, um biombo de manipulação, uma ausência de reflexão coletiva e uma tecnocracia gélida!". É, de facto, o que está a acontecer. Para quem nos governa, neste momento, os mais velhos são algo a abater ou lixo que convém não tratar e enterrar quanto mais depressa melhor! percebem, não percebem? Nunca fomos controláveis muito menos manipulados, mais a mais, depois de termos passado nas nossas vidas por tudo o que passámos. Por isso, considero que é chegada a hora de nos manifestarmos sem complexos ou medos. O tratamento que nos tem sido dado ao longos dos últimos anos é deplorável, de uma insensibilidade mais que desumana e, por isso, vamos com todo o civismo que nos é reconhecido dizer, através do nosso silêncio, basta! basta! basta! Contamos com todos os ex-combatentes para travarmos o rumo que isto está a levar. Organizem autocarros e compareçam. Exigimos que nos respeitem.

Camarada de Armas.
Eu, Tu, todos que estivemos na guerra
Está na hora do passa palavra 
Movimenta todos os teus conhecidos para esta Manifestação Nacional Em Lisboa:

Um grupo de ex-combatentes reunidos nos dias 14 e 31 de Janeiro p.p., deliberou convidar para uma marcha silenciosa todos os ex-combatentes para o dia 01.03.2014, pelas 15hoo, do Marquês de Pombal até ao Rossio, para manifestar o seu mais profundo descontentamento pelas políticas injustas e indignas de cortes brutais nas reformas dos portugueses e que tem vindo a atingir muitos cidadãos empurrando-os para uma situação de pobreza e miséria ultrapassando todos os limites e todas as linhas vermelhas que possam ser admissíveis e nunca vistas em Portugal. 
Esta marcha de indignação dos ex-combatentes realizar-se-á em silêncio e, apenas e só, de boina na cabeça.
Não serão admitidos cartazes, slogans ou quaisquer provocações.
Será realizada na independência total de quaisquer partidos políticos ou sindicatos.
O nosso silêncio será a resposta a dar a estas políticas injustas e indignas de pessoa humana.
O nosso silêncio terá um maior significado e impacto na opinião pública.
O nosso civismo de que nunca abdicámos será um exemplo para todos.
Solicitamos, pois, a todos os ex-combatentes que se organizem e participem nesta manifestação.
Bem hajam!

Sem comentários: