terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Financial Times O "herói-surpresa" chamado Portugal


A recuperação portuguesa não passa despercebida e o Financial Times voltou a colocar os esforços ‘lusos’ nas bocas do mundo. Num artigo onde descreve o país como o “herói-surpresa da retoma na Zona Euro”, este jornal destaca o importante papel das exportações e do turismo na luta contra a crise.
***«»***
Nós já sabemos como se organizam as campanhas mediáticas de intoxicação da opinião pública. A história já é velha, mas ainda há muita gente a ser seduzida e enganada. 
O Finantial Times, sob a capa de uma falsa independência, é o jornal que reflete a ótica dos agentes do capitalismo financeiro. E, em ano de eleições para o Parlamento Europeu, é importante apresentar casos de sucesso económico, na Europa, resultantes da aplicação da cartilha neoliberal, embora os autores da cabala tenham de recorrer à descontextualização dos indicadores económicos e omitir outros, por conveniência de serviço. 
Sobre o fracasso do Memorando da troika, aplicado a Portugal, nem uma palavra. E a verdade é que todos objetivos macro económicos previstos [défice orçamental, dívida, desemprego e saldo líquido da procura externa (exportações menos importações)] não foram alcançados. Também não há nenhuma referência ao empobrecimento irreversível do povo português, nem à fome endémica, que está a atingir a população mais pobre.

Sem comentários: