sábado, 29 de abril de 2017

As respostas dos inquiridos no âmbito dos inquéritos do Eurobarómetro reproduzem a informação dada pela comunicação social alinhada com o sistema.


As respostas dos inquiridos no âmbito dos inquéritos do Eurobarómetro reproduzem a informação dada pela comunicação social alinhada com o sistema.

O Eurobarómetro do Parlamento Europeu publicado ontem revela que os valores de confiança dos europeus em relação à UE são semelhantes aos registados antes da crise de 2007 no que respeita aos benefícios de pertencer à família europeia.
O Jornal Económico
***«»***
Ao ler os resultados do inquérito do Eurubarómetro, chego a uma única conclusão: Os inquiridos reproduzem milimetricamente o que lêem nos jornais e o que vêem e ouvem nas televisões. E como os meios de comunicação social apenas ampliam e dão eco aos políticos e aos comentadores alinhados com o sistema de pensamento único, em vigor, é, naturalmente, com esse pensamento único que os inquiridos se identificam, porque não existe, devido a condicionalismos de ordem financeira, uma informação independente. Há pois aqui, através de um condicionamento da informação, um claro reflexo social pavloviano.

Por outro lado, até porque não temos acesso à matriz do inquérito (que os russos e os chineses poderiam roubar), não sabemos a forma como são apresentadas as perguntas aos inquiridos, já que (e isto eu sei) existem várias maneiras habilidosas de condicionar as respostas, num determinado sentido.
Alexandre de Castro
2017 04 29

Sem comentários: