quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Uma explicação necessária em relação à morte de Mário Soares


Uma explicação necessária em relação à morte de Mário Soares

Nestes dois últimos dias, fui deixando, pelos vários grupos, em que colaboro, várias mensagens, que traduziam o meu estado de espírito, sobre a morte de Mário Soares, que lamentei, naturalmente. Reproduzo esta, que enviei à amiga Ana Henriques, que é que melhor sintetiza o meu pensamento sobre o político que, a par de Álvaro Cunhal, foi a figura mais marcante do regime de 25 de Abril, tal como o foram, no tempo da República, Afonso Costa e António José de Almeida: " É certo que Mário Soares foi um antifascista e que lutou pela liberdade e pelo fim da Guerra Colonial. Pelo recolhimento a que me obrigo, pela sua morte, e cumprindo o estado de luto nacional, não irei agora fazer qualquer abordagem à sua obra e à sua personalidade. Fica para mais tarde, quando as emoções colectivas e as individuais serenarem".
Alexandre de Castro