domingo, 25 de outubro de 2015

Um olhar sobre Lisboa Simbólica - Fernanda Lobo (UNISBEN 2015)



Os maçons de hoje já não deixam os seus símbolos na arquitectura das cidades. Preferem guardá-los nos bancos, atados com cifrões, e utilizá-los para marcar as cadeiras ministeriais.