sábado, 11 de março de 2017

A extrema-direita fascistóide começa a querer levantar a cabeça


A extrema-direita fascistóide começa a querer levantar a cabeça

A extrema-direita fascistóide começa a querer levantar a cabeça. E é nas universidades que ela está mais activa, procurando criar um ambiente de violência, com recurso à intimidação e à ameaça física. É a mesma táctica, usada nos anos finais da República, em que se celebrizou, como activo militante de uma organização fascista, um estudante da Faculdade de Direito de Lisboa, de nome Marcelo Caetano. Foi esta, também, a mesma táctica, adoptada pelas juventudes hitlerianas, nos anos trinta, do século passado.
Foi perante a existência desse ambiente de potencial violência, promovido por estudantes fascistóides, já devidamente organizados e teleguiados, que a direcção da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa resolveu, e bem, suspender a conferência do fascistóide Jaime Nogueira Pinto.
Alexandre de Castro
2017 03 11

Sem comentários: