sábado, 11 de fevereiro de 2017

Portugal já está a arder…


Imagem da cnoticias.net

Donald Trump reivindica Ilha Terceira por usucapião

No embarque para a sua deslocação a Los Angeles, o Presidente dos EUA declarou que tudo fará para tomar posse da Base das Lajes e da ilha onde está inserida, apesar de esta ser considerada território português. Invocando o acordo firmado na construção da base aérea com o Coronel Eduardo Gomes da Silva e os tratados assinados durante a 2ª Guerra Mundial entre Óscar Carmona e Franklin D. Roosevelt, Trump declarou à CNN que “…todo o investimento realizado durante décadas pelos americanos na base aérea e espaço envolvente e o não cumprimento das regras básicas de manutenção da ilha por parte de Portugal dá aos EUA o direito à posse do território por usucapião.”
cnoticias.net (ver aqui)

***«»***
Portugal já está a arder…

Não se assustem! Trata-se de uma montagem, bem conseguida e bem humorada. Mas não me admiraria nada, se a fantasia se transformasse em realidade. Nos tempos conturbados, que se avizinham, tudo é possível. Até uma nova aparição da Santa, em Fátima, para comemorar o centenário do embuste. E, também, não me admiraria nada, se o Papa viesse a reivindicar a soberania do Estado do Vaticano sobre a cidade de Fátima. O que seria justo, pois aquela cidade nasceu e cresceu à custa da fábrica dos milagres e da fábrica da cera, ambas com uma taxa de produtividade elevada.
É que, Portugal, dentro de pouco tempo, e tal como vai acontecer à Grécia, irá ser posto à venda, não por culpa do actual governo, que tem feito um esforço notável, para manter um equilíbrio, que é, no entanto, muito instável, mas sim, por culpa dos anteriores governos, desde os de Mário Soares até ao de Passos Coelho, que, quer por convicção, uns, quer por desleixo e incompetência, outros, meteram o país numa grande alhada, fazendo-o mergulhar na segunda maior crise da sua história, e para a qual não se vislumbra uma saída, devido os constrangimentos impostos pela UE e pela moeda única.
Alexandre de Castro
2017 02 11

2 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Percebi logo que era peta

por duas razões:

- Primeira, o País não está à venda, pois já foi entregue de mão beijada a sua soberania

- Segunda, conhecendo a ambição desse "coiso" como lhe seria apetecível terra tão pequena?... por localização estratégica? Treta

Alexandre de Castro disse...

Mas estava muito bem apanhada, Rogério. Depois, percebi que aquilo tinha origem duvidosa. Enviaram-me uma mensagem para eu escrever uma mensagem. Recusei.