terça-feira, 7 de junho de 2016

PSOE perde segundo lugar para Unidos Podemos

Pablo Iglesias, do Podemos, e Alberto Garzón, 
da Esquerda Unida, juntos ontem em Madrid

PSOE perde segundo lugar para Unidos Podemos

Os militantes do PS que, tal como Francisco Assis, pugnam por uma colagem do partido à direita, condenando a aliança firmada por António Costa com o PCP e o BE, devem olhar para o que se passa em Espanha, com o PSOE a perder terreno nas sondagens, cedendo o segundo lugar para a coligação do Podemos com a Esquerda Unida, que já se encontra em segundo lugar nas intenções de voto.
Depois do descalabro do PASOK, o partido socialista grego, é a vez dos socialistas espanhóis pagarem bem caro o seu colaboracionismo com o sistema, ao qual serviram de bengala, como contraponto da direita, mas enquadrando-se sempre, nas questões essenciais, nas mesmas políticas conservadoras.
Os espanhóis, cada vez em maior número, começam a ver o PSOE como uma grosseira réplica do Partido Popular.

Sem comentários: