domingo, 10 de abril de 2016

Gigliola Cinquetti - Non ho l'età


Uma voz que não se apaga da memória…
Uma canção que não se esquece nem se esgota... Como se fosse um eco de uma onda gravitacional, vinda do fundo do Tempo.
Gigliola Cinquetti, em Non ho l'età, transformou-se num ícone da minha geração. E não foi, apenas, aquela voz de cristal, a elevá-la ao estatuto de diva. Foi também aquela ternura, que dela irradia, e aquela fragilidade, tão feminina, como se estivesse a pedir protecção. Foi o rastilho para incendiar paixões.

Sem comentários: