segunda-feira, 9 de novembro de 2015

O "PACTO DA ALAMEDA", de 1975, foi quebrado

Mário Soares discursando no comício da Alameda (Fonte Luminosa)

O "PACTO DA ALAMEDA" (Fonte Luminosa), de 1975, foi quebrado. Passados quarenta anos, o Partido Socialista atravessou a linha que o separava da esquerda e assumiu a liderança de um processo de mudança, que já é considerado um momento histórico para Portugal e para a Europa. 
Há momentos, escrevi, num comentário, que o PS não é o Sirysa. Ao contrário de Sirysa, o PS é um partido com história, que teve no passado uma importante participação na construção da UE, e que, por isso, não pode ser achincalhado nem vilipendiado pelos barões de Bruxelas nem pela czarina de Berlim. 
Os comunistas e os bloquistas assumiram com grandeza as suas responsabilidades políticas e históricas, ao viabilizarem um governo liderado por António Costa, que, durante este complicado processo, revelou qualidades ímpares de negociador, o que augura para o futuro a sua afirmação como grande estadista. De uma assentada, passou de vencido a vencedor, baralhando a direita, seduzindo o PCP e o BE e anulando as dissidências incendiárias, no seu próprio partido. A quase unanimidade alcançada na comissão nacional e na comissão política vai aumentar a sua credibilidade junto dos militantes, simpatizantes e eleitores socialistas.
Foi uma grande vitória política da esquerda e da democracia.