sábado, 9 de maio de 2015

Mário Centeno não exclui hipótese de pertencer a governo de Costa


“A disponibilidade é ter um cartão do cidadão da República Portuguesa e ser um cidadão da União Europeia", afirma.

***«»***
Eu, por acaso, também tenho um gato, chamado Centeno. Não foi só o Vitor Gaspar que teve a sorte (o homem até desatou a rir-se às gargalhadas) de ter como apelido o nome do gato do ex-deputado do PCP, Horácio Honório, que o interpelava numa sessão da Assembleia da República. Possivelmente, Mário Centeno (doutorado em Harvard, e Vitor Gaspar, agora empregado do FMI), devido a esta identidade onomástica com os felinos, até poderão ser irmãos siameses (xifópagos). Em sentido figurado, e sob o ponto de vista intelectual e ideológico, atrevo-me a dizer que os dois comem da mesma gamela. Ambos estão alinhados, por conveniência ou por opção, com a ortodoxia do pensamento único e totalitário do neoliberalismo.

Sem comentários: