quarta-feira, 19 de setembro de 2012

«Adriana Xavier: a miúda que abraçou um polícia na manifestação de protesto

Uma imagem que correu o mundo, marcada por uma espontânea
mensagem de um grande valor humanista.
**
**
Há gestos que ficam para a eternidade, porque traduzem sentimentos profundos que ultrapassam a esfera do individual. Adriana Xavier construiu a imagem de marca da idiossincrasia de um povo, que, no seu sentir coletivo, repudia a violência. Foi um simples gesto, de uma ternura contagiante e envolvente, e que ganhou um enorme impacto mediático pela sua imprevisibilidade e espontaneidade. Constituiu-se num notável contributo à difusão da mensagem das manifestações de protesto do último sábado, ampliando a sua grandeza e a sua grande força moral, perante a escandalosa insensibilidade social do poder político e do poder económico.
Ao aproximar-se, com serena coragem, daquela barreira humana de homens fardados, preparados para exibir a violência, esta jovem estudante algarvia não sabia que iria conquistar a sua celebridade, ao mostrar ao mundo que, por dentro de um polícia armado até aos dentes, num grandioso cenário bélico, também existe um homem, igual aos demais, que também sofre por ter de executar o trabalho ingrato de agredir, por vezes com uma ferocidade inaudita, o seu próprio povo. 

Sem comentários: