domingo, 4 de janeiro de 2015

Poema: ...quando te penso - por Sónia M

Pintura, Hiroshi Nonami
[Seleção da autora]

...quando te penso

...quando te penso
desejo sempre ter mais vidas.

Terminar uma agradecendo a próxima.
Iniciar uma agradecendo a última.

Vivê-las todas agradecendo o nome
que me puxa a poesia do ventre

...quando te penso
há um rio de gratidão que me corre nas veias.
De quantas vidas precisaria
para a conseguir sussurrar toda?

O teu nome é a ternura
a poesia 
que com os lábios 
no ar desenho

enquanto o próprio ar que respiro
me grita
que uma vida só não chega.

...quando te penso...

Sónia M

***«»***
Um poema de amor intenso, arrebatador e emocionante, a explorar recursos poéticos originais, como é este o das sucessivas multiplicações da vida, que serve literariamente para reforçar a potência de um amor dedicado. E que dizer da excelente metáfora:  o nome / que me puxa a poesia do ventre / ...quando te penso!..
A minha homenagem à “poeta” Sónia M.
AC

A "poeta" Sónia M colabora regularmente no Alpendre da Lua