quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Poema: Folha branca - por Sónia M


Folha branca

É esse jeito com que chegas
...de mansinho,
meio a medo, meio a espanto,
ao veres as janelas de mim tão abertas,
para entrar o cheiro que de ti adivinho,
que tanto me enche de encanto.

E toda eu me deslizo para a mão
...que te estendo,
num sorriso rasgado da euforia,
a inundar este triste coração,
por saber que pouco minha já vou sendo,
pelo muito que levas a cada dia.

E é tanto o enleio que fazemos
pelo que levas e deixas em troca,
que somos a teia que tecemos,
à espera dessa noite que ainda falta,
em que eu chego com a folha branca,
e tu com a pena,
para os dois escrevermos
o que vês no fundo dos meus olhos.

Sónia M