domingo, 23 de setembro de 2012

Anotação do Tempo: E depois?...


E depois?...

Por mais que leias no livro do teu destino
nunca chegarás a ler o último capítulo
nem nunca a tua leitura será definitiva.
Já te falei de todos os caminhos percorridos
das cumplicidades dos sussurros
dos perigos e dos medos das encruzilhadas
talvez tivessem sido os espelhos estilhaçados
a trair o contorno das imagens
que apareceram desfocadas nos meus olhos húmidos
quando todo o Universo ficou sem a luz das estrelas
para que eu não pudesse ver as sombras
projectadas pela noite.

Alexandre de Castro
Lisboa, Outubro de 2010
http://ponteeuropa.blogspot.pt/2010/10/momento-de-poesia_22.html

Sem comentários: