domingo, 24 de junho de 2012

Simples análise algébrica - por Olímpio Alegre Pinto

Teorema:

"O "político" é um mentidor
Mente tão completamente
Que chega a mentir que é mentira
A mentira que deveras mente."

Hipótese: o que é mentira é negativo, - ( portanto, a todas as
palavras significantes atribui-se o sinal "menos" (-).

Tese: a afirmação é coerente e verdadeira.

Demonstração: há seis palavras de sinal negativo - ( mentidor ...
mentir ... mente) ; - ("mais por mais dá mais, mais por menos dá
menos, menos por mais dá menos, menos por menos dá mais"); - "mentidor
por mente dá mais, por mentir dá menos, por mentira dá mais, por
mentira dá menos, por mente dá mais."

- O resultado tem o sinal "mais" (+) - positivo.

Logo, a afirmação é coerente e verdadeira.
q.e.d.
O.A.A.P.
Jun.2012
***#***
Euclides não diria melhor!... Agora só falta descobrir os ângulos da circunferência.

10 comentários:

olimpio pinto disse...

BOA! FILOSÓFICA - tem que se lhe diga!

Já agora, geométrica: a circunferência não tem ângulos, tem um ângulo, de 2 Pi radianos.

Alexandre de Castro disse...

Refiro-me aos outros ângulos, nas linhas curvas, que resistem a qualquer Pi.

olimpio pinto disse...

Há caramba!! Essas implicam equações diferenciais parciais de ordem (n)!!... Resistem a qualquer Pi, e não há Pi que lhes resista!

Maria José Meireles disse...

( - 2 ) + ( - 3 ) = ?
se menos com menos dá mais ... creio que Portugal acaba de resolver o seu problema da "crise" :)
VIVA A POESIA

Maria José Meireles disse...

Escondemos os ângulos ao centro e os inscritos? :)(ninguém precisa de saber...)

Alexandre de Castro disse...

Olímpio: Olha que a minha amiga Maria José é licenciada em Matemática. Vê lá como calculas as raízes quadradas e as equações diferenciais.

olimpio pinto disse...

(-2)+(-3)= -5
(-2)*(-3)= +6

menos "POR" menos dá mais,
menos "COM" menos dá menos. ...
q.e.d.

A negatividade é multiplicativa.
A positividade é somativa.

Para tratarmos do assunto com alguma profundidade, teríamos que considerar... o 2º Princípio de Carnot, degradação da energia, entropia, rendimento, ... ... e outras coisas.

(Um afago à Maria José - que é pessoa muito interessante!)

(Atenção: o teu amigo fez licenciatura em Minas e Armadilhas - desarmou algumas - agora, as das CURVAS transcendentes,
é que são um "bico d'obra"!!).

Agora tenho que fazer... depois falaremos das tais curvas, sua transcendência e, até, metafísica!!

Maria José Meireles disse...

Olímpio,
muito obrigada pelo mimo.
Então, lamento ter de continuar com o problema da "crise" :)
Minas e Armadilhas? Interessante!...
Metafísica? Mais interessante ainda!...
Eu tenho sempre MUITO que fazer :)
Abraço

olimpio pinto disse...

A "crise" é, analiticamente, definida por uma simples equação linear, em que as incógnitas são negativas e bem conhecidas, e os coeficientes, também negativos, pertencem ao conjunto dos números reais.
Equação geral: a1.x1+a2.x2+a3.x3+...+an.xn=b
Equação da "crise":
a1.ignorância+a2.incompetência+a3.desonestidade+a4.corrupção="crise".

q.e.d.

Maria José Meireles disse...

http://www.youtube.com/watch?v=MU_87zvKfkg&feature=player_embedded